Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

X
2010 - 2015 | Laços Solidários

                                                                                                                                                                                                                           

O Projeto Laços Solidários iniciou em Março de 2011, sendo apoiado pela Fundação Edp, no âmbito do Programa Edp Solidária Barragens 2010.

Este Projeto teve como objetivo apoiar as famílias do concelho de Castelo Branco que revelaram necessidades de inclusão social e integração sócio – profissional e atuar nas suas competências (pessoais, familiares, sociais e profissionais). 

Pretendeu-se potenciar a "família" nas suas diferentes dimensões através da criação de um espaço para preparar, prevenir, reformular, reconstruir, desenvolver e repensar a família, proporcionando uma resposta global e integrada.

2012 foi o ano de consolidação, tendo terminado o projeto no final do ano, sendo considerado um projeto piloto, em virtude das suas características visando a sustentabilidade do próprio projeto, e onde se procurou gerar receitas através das vendas na loja e presença nas feiras, e do qual se autonomizou o Gabinete Social de Apoio Familiar para apoio às famílias com problemáticas geradoras de exclusão social.

O Laços solidários desenvolveu as seguintes atividades:

Escola de Alfabetização de Adultos: com a aquisição de competências básicas dos adultos das famílias não alfabetizadas; Esta escola, em pareceria com o Centro de Novas Oportunidades da Escola Secundária Nuno Álvares, permitiu que todos os alunos que terminaram a escola tenham tido acesso a um certificado de competências básicas. Visando a aprendizagem da leitura e da escrita, contou com a presença de 32 alunos.

Oficina Comunitária: um espaço indicado para a ocupação de tempo, especialmente para a criação, renovação e restauração de pequenas peças de imobiliário, roupas, acessórios de moda, calçado, eletrodomésticos, entre outros. Composta por 2 espaços: um para arranjos de roupa, acessórios de moda e artes decorativas e outro para restauro de vários objetos nas áreas da carpintaria e eletricidade. A Oficina contou com a participação ativa de 120 beneficiários, distribuídos pelas duas áreas de trabalho.

Os materiais e objetos trabalhados na Oficina Comunitária foram recolhidos em campanhas e cedidos por outras instituições e particulares. Depois de restaurados e reutilizados na oficina, foram vendidos na Loja de Comércio Justo, onde, por um preço simbólico, estiveram acessíveis às famílias e indivíduos da comunidade.

Foi criada uma marca própria designada de “D – Coração”.

Gabinete de Apoio Familiar: uma resposta às problemáticas mais prementes e geradoras de exclusão, prestando apoio social, apoio psicológico e aconselhamento.

Este acompanhou 244 famílias do concelho de Castelo Branco.

Newsletter Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento
Receba em 1ª mão todas as novidades!