Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

X
2014 - 2015 | Unir Culturas - MISP

Em 2014 a Amato lusitano – Associação de Desenvolvimento estabeleceu uma parceria com o promotor, Câmara Municipal de Castelo Branco, no âmbito da Ação 2 – Equipas Municipais de Mediadores Interculturais, tutelado pelo Alto Comissariado para as Migrações e financiado pelo FEINPT – Fundo Europeu para a Integração de Nacionais de Países Terceiros.

Objetivos gerais do projeto

  • Premiar e promover relações comunitárias interculturais entre as entidades parceiras, públicas e privadas, profissionais e cidadãos imigrantes e autóctones aplicando os princípios da mediação em todas as ações desenvolvidas;
  • Potenciar o papel do agente de mediação intercultural nas equipas municipais através do trabalho em rede e com a eleição de facilitadores culturais com o propósito de resolver conflitos e dar respostas ás problemáticas mais prementes e geradoras de exclusão social diagnosticadas localmente dentro da comunidade imigrante;
  • Capacitar entidades, imigrantes e agentes locais autóctones através do Dialogo intercultural e da cidadania ativa;
  • Desenvolver o município através do aproveitamento e benefício de outras culturas, costumes e vivências, transformando o imigrante num agente da modificação e transformação social e intercultural;
  • Construir uma sociedade coesa socialmente em que a igualdade de oportunidades não seja uma utopia mais uma realidade em construção.

Objetivos específicos

  • Apoiar, acompanhar os profissionais, as entidades e os todos os imigrantes nacionais de países terceiros, através das equipas de mediação e em parceria com diversas organizações, no processo integrativo dentro do município de forma a minimizar os conflitos em pelo menos 60%.
  • Melhorar as condições de vida de 60% dos imigrantes em situação de desemprego ou em situação de exclusão social através da organização e articulação/dinamização de atividades entre toda a comunidade parceira e da criação de respostas em rede mais próximas e humanizadas de toda a comunidade local, tendo em conta que existem 153 desempregados e cerca de 15 imigrantes com prestações de inserção social;
  • Concretizar em quatro atividades anuais culturais e mensalmente uma atividade desportivo-culturais cujo mote é o convívio intercultural e intergeracional;
  • Otimizar os recursos existentes na comunidade para a promoção do culto, da aprendizagem da língua e da dinamização de atividades de carácter cultural através da revitalização de três espaços locais;
  • Dotar em cerca de 80% os imigrantes de competências pessoais, sociais e comunitárias através do trabalho com a rede de parceiros e com a articulação de respostas eficazes e humanizadas de forma a potenciar o empowerment nos imigrantes;
  • Mobilizar e implicar cerca de 80% (208) dos estudantes imigrantes dos PALOPS em atividades lúdico recreativas e desportivas de forma a desconstruir mitos e estereótipos;
  • Consciencializar a maioria dos imigrantes locais( de forma direta ou indireta) para a cidadania ativa de forma a potenciar uma comunicação assertiva e consciente dos direitos e deveres através da sua coparticipação e coresponsabilização em todo o projeto;
Newsletter Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento
Receba em 1ª mão todas as novidades!