Este site utiliza cookies que facilitam a navegação, o registro e a obtenção de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

X
Migrantes e Refugiados

Designação do projeto | Migrantes e Refugiados: Pistas para uma Intervenção Multissectorial

Código do projeto | PT/2020/FAMI/522

Objetivo principal | O projeto “Migrantes e Refugiados: pistas para uma intervenção multissetorial”, é um recurso técnico pedagógico elaborado no ano 2021, tem por objetivo estabelecer alicerces que permitam gerar estratégias essenciais a um apropriado e eficaz processo de acolhimento e integração de migrantes e refugiados/as a nível local e simultaneamente capacitar os múltiplos e diversos atores sociais para desempenharem um papel ativo e decisivo na promoção do acesso a bens e serviços, da equidade e justiça social, da cidadania ativa e de respeito pelos direitos humanos.

Região de intervenção | Concelho de Castelo Branco

Entidade beneficiária | Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento

 

Data de início | 01/07/2020
Data de conclusão | 31/12/2022
Custo total elegível | 53 083,40€
Apoio financeiro da União Europeia | 39 812,55€
Apoio financeiro público nacional/regional | 1 3270, 85€

 

 

O projeto “Migrantes e Refugiados: pistas para uma intervenção multissetorial”, é um recurso técnico-pedagógico elaborado no ano 2021, tem por objetivo estabelecer alicerces que permitam gerar estratégias essenciais a um apropriado e eficaz processo de acolhimento e integração de migrantes e refugiados/as a nível local e simultaneamente capacitar os múltiplos e diversos atores sociais para desempenharem um papel ativo e decisivo na promoção do acesso a bens e serviços, da equidade e justiça social, da cidadania ativa e de  respeito pelos direitos humanos.

O Manual inclui uma caracterização geral dos/as migrantes e dos/as refugiados/as em Castelo Branco (enquadrados no contexto nacional) e uma caracterização das populações inquiridas: instituições & população portuguesa, migrante e refugiada. Esta caracterização abrange áreas como: perfil individual e familiar; percursos migratórios e expectativas futuras; perfis de integração: no mercado de trabalho, apoios sociais & saúde, habitação, educação, participação social e política & transnacionalismo (acesso a nacionalidade e residência permanente; participação política; práticas culturais e religiosas; relação com países/regiões de origem), relações sociais (reunificação familiar; relações interétnicas; imagens reciprocas; discriminação).

Paralelamente, existe um enquadramento teórico-conceptual; referência aos principais instrumentos legais, organizados segundo relevância temática; e um modulo dedicado a recursos (bibliográficos, institucionais e outros) e boas práticas (intervenções multissetoriais em rede e em parceria) disponíveis ao nível local e regional (e sempre que pertinente, a nível nacional e internacional) nas áreas do acolhimento e integração de migrantes. Finalmente o recurso apresentará as conclusões e algumas recomendações gerais (sobre governação multinível em políticas migratórias e de integração) e setoriais (áreas em análise relativas ao processo de integração).

Newsletter Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento
Receba em 1ª mão todas as novidades!