Este site utiliza cookies que facilitam a navegação, o registro e a obtenção de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

X
GIP | Gabinete de Inserção Profissional

Horário
2ª a 6ª feira
09h00 às 12h30
14h00 às 17h30

Morada
Rua da Fonte Nova Nº1, Quinta da Fonte Nova R/C, 6000-167 Castelo Branco 

Contactos
gip.castelobranco@amatolusitano-ad.pt
272 325 126

 

Designação do projeto | GIP - Gabinete de Inserção Profissional

Objetivo principal | Apoiar pessoas em situação de desemprego na definição ou desenvolvimento do seu percurso de inserção no mercado de trabalho.

Região de intervenção | Castelo Branco

Entidade financiadora | 

Entidade parceira | IEFP, I.P. - Instituto do Emprego e Formação Profissional

Entidade beneficiária | Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento

Data de aprovação | 

Data de início | 

Data de conclusão | 

 

 

Os GIP | Gabinetes de Inserção Profissional têm por objetivo apoiar jovens e adultos desempregados/as na definição ou desenvolvimento do seu percurso de inserção no mercado de trabalho, em parceria com o Centro de Emprego. Assim, o GIP presta apoio na orientação profissional e escolar das pessoas desempregadas ou pessoas à procura do 1º Emprego (subsidiadas e não subsidiadas).

O GIP de Castelo Branco desenvolve as seguintes atividades:

  • Apoio à procura ativa de emprego; (elaboração/atualização de currículos vitae/cartas de apresentação e candidaturas espontâneas);
  • Captação de ofertas de emprego e encaminhamento de candidatos/as para as várias modalidades de formação;
  • Informação e encaminhamento para medidas de empregabilidade;
  • Apoio à contratação e ao empreendedorismo; 
  • Apoio a entidades na realização de candidaturas online a medidas de empregabilidade, incluindo, as medidas de apoios à contratação do IEFP, I.P.;
  • Elaboração de materiais informativos sobre o programa de técnicas de procura de emprego e realização de workshops em diferentes entidades locais, onde são aplicados testes de orientação vocacionais e dinâmicas de grupo para uma atitude pró-ativa na procura de emprego no mercado de trabalho;
  • Dinamização de sessões de afetação a desempregados/as não subsidiados/as;
  • dinamização e participação em eventos referentes a formação e empregabilidade (exemplo: feira das profissões e feiras de emprego, entre outros).
Newsletter Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento
Receba em 1ª mão todas as novidades!